A Fauna

A variedade de espécies que podem ser encontradas no Alentejo deve-se a algumas características únicas que esta região consegue oferecer. A baixa densidade populacional, as culturas extensivas e com pouca intervenção humana (como a vinha, o montado ou a estepe cerealífera), as práticas agrícolas sustentáveis, bem como os rios, ribeiros e albufeiras, são imagens de marca do Alentejo. O caimão e a cegonha-negra, por exemplo, são duas das mais belas e exóticas aves que se avistam na paisagem alentejana, a primeira considerada residente e a segunda migratória.  

 

Outra espécie que encontra no Alentejo o seu habitat perfeito é a lontra, que pela abundância de sistemas de água doce não poluída desta região, consegue apresentar uma população estável e relativamente elevada, ao contrário do que se tem vindo a verificar um pouco por toda a Europa. A abelha, cujo papel é fundamental na polinização e manutenção da biodiversidade da flora, é também uma espécie característica da região alentejana. Alimentando-se do pólen de esteva, sargaço, rosmaninho, soagem, ou alecrim, esta espécie é responsável pela produção do reconhecido Mel do Alentejo, um produto com Denominação de Origem Protegida (DOP).

Partilhar